Pages

Universo veemente


Universo veemente


Acontece um evento catastrófico aqui dentro a cada manhã. Um completo caos. É como se a teoria do big bang deixasse de ser apenas uma teoria e virasse fato comprovado, de forma e cor. Então eu viro todas as matérias, e todas as reações.
Os astros me observam. Alguns de perto, outros mais precavidos tomam mais cuidado. Então eu sorrio, disfarço e mantenho a tranquilidade. Finjo estar em paz, mas sou luz e escuridão. Sou calmaria e tempestade, calor e frio, bem e mal, caos e bonança...
Viajo por ai procurando um lugar. Algo que me inspire a ficar. Que faça uma mutação em mim. Transforme mato em arte, arte em vida, vida em lógica. Mas para que? Essa busca incessante por sentidos, por explicações. Se o belo é desconstruir, não compreender e surpreender-se.
Há uma necessidade constante de compartilhar. E não vejo isso como algo ruim, desde que tu compartilhes o seu melhor. Comece com sorrisos. Dê um pouco de sua lealdade e porque não, um pouco do seu amor. Não espere nada em troca. De aquilo que você espera dos outros. Não é feio, vergonhoso, demonstrar bons sentimentos. Vergonhoso é não senti-los!

Entre Cabelos e Barba

Phasellus facilisis convallis metus, ut imperdiet augue auctor nec. Duis at velit id augue lobortis porta. Sed varius, enim accumsan aliquam tincidunt, tortor urna vulputate quam, eget finibus urna est in augue.

Nenhum comentário: