Pages

No flutuar das ondas


No flutuar das ondas


Enquanto o Sol não chega no seu ponto mais baixo, vou navegando sobre as nuvens. O vento sopra em todas as direções. Minha embarcação é jogada para todos os lados. Os remos lutam contra as correntes. Sou um marujo sem rumo guiado pela luz das estrelas, pelo brilho da Lua e o som do mar. O sal corta meus lábios. A vida corta minhas esperanças.


No rasgar do horizonte, sinto o sabor d'alma. Na esperança de uma terra nova, sinto o sabor da minha vida. Como marés que vem e vão. Como o pôr do Sol. Como o nascer das estrelas e o próprio cantar dos pássaros nas manhãs ensolaradas.


A terra não vem. A tempestade chega com raios e trovões. Gritos desesperados oprimidos pelo som das ondas batendo sobre as pedras. Pedras, e mais pedras no meu caminho. E não são como ilhas. São apenas pedras lisas e pontudas. A espera para quebrar minha embarcação, meus ossos...
E se isso for só um sonho? E se o céu é só uma ilusão? É cruel apreciar a vastidão do oceano estando sozinho em meio as agitações.

No naufragar de meu barco nasceu uma esperança. Agradeci aos deuses a chance que foi me dado. Não esperava por mais dor. Mas são essas que nos fazem enxergar o quanto somos pequenos. Um grão de pó perdido no azul profundo.

Fui jogado para todos os lados. Dias e dias foram despedaçando meu corpo. Até que finalmente vêm chegando a luz. É uma embarcação, ou será apenas o fim do túnel? Mostrando um novo caminho a seguir... Mergulhei... Sou um marujo sem vida!

Entenda como um renascimento. Entenda como uma nova dimensão. Entenda como um paraíso. Entenda como quiser. Mas entenda que tudo, pelo pior que pareça, pode recomeçar no berço de um novo amanhã. No alegrar de um novo dia. No florescer de uma primavera. Na beleza contida em todas as gotas de tempo. No piscar de olhos compenetrados em aceitar que a vida não é inteira do jeito que a gente quer. Mas no olhar de um ponto de vista diferente, que somos todos heróis, sobrevivendo ao medo de viver.

Entre Cabelos e Barba

Phasellus facilisis convallis metus, ut imperdiet augue auctor nec. Duis at velit id augue lobortis porta. Sed varius, enim accumsan aliquam tincidunt, tortor urna vulputate quam, eget finibus urna est in augue.

Nenhum comentário: