Pages

Mais próximo das estrelas

Mais próximo das estrelas

Porque eu poderia escrever sobre todos, ou qualquer bobagem existente no mundo. Sobre todos, ou apenas os problemas meus. Sobre a música ou sobre o silencio. Sobre ter dor e sobre a dor de não sentir nada.
É sempre assim. Um coração sozinho, uma noite solitária e de repente alguém. É uma cerveja, os pés no chão e um batuque. E o que é preciso para ser feliz? O frio, o cobertor e o seu gatinho ronronando em seu ouvido. O sair e o estar, fugir e o ficar, o ser. Atrás do nosso amor ou de um amor nosso. Todo dia do nascer ao pôr do sol. Ao brilhar das estrelas e no molhar da relva. O que é preciso para ser feliz?
Porque as pessoas sempre querem coisas que não tem. Mesmo não visando uma real melhora, elas procuram o novo. Nem que o novo seja apenas um casaco velho jogado no armário a mais de dez anos. Tendências vão e voltam. Vidas vem e vão, em vão...
Se você acha que são pontos mutáveis, dos quais você está de fato fazendo-os de modo errado. Já deveria ter feito isso, não pelos outros, mas por ti. A vida se mostra bonita todos os dias em nossas janelas. Não vamos ficar nos lamentando pelos "se" da vida. Não deu certo, partimos para outra...
Todo mundo aceita o tempo, mas o mesmo não quer esperar. É um sim, com ar de não. Com raiva embutida em cada letra... Estou aceitando agora até os segundos. Ou melhor, vivendo por eles...
O bem estar. É o acordar admirando cada traço. Do natural e do humano. Pois o humano não é natural. É a construção, ou a desconstrução de algo perfeito. Ainda acho que é a desconstrução de todo o belo que existiu e existe. Estamos muito mais para atrapalhar, que para adicionar. O mundo precisa menos de nós, do que nós dele.
O legal é quando você acorda assim. Disposto a fazer qualquer coisa. Mesmo se não houver vento, a brisa serve para te impulsionar. Por que milhas, parecem metros. Everest parece apenas uma reta. E o oceano é apenas um lago. Mais longe do humano e mais próximos das estrelas estamos quando acordamos assim...
Esqueça a felicidade e a tristeza. Esqueça o frio e o calor. O sorrir e a dor. Esqueça os "porquês". Apenas sinta, apenas aprecie a graça de sua existência...

Entre Cabelos e Barba

Phasellus facilisis convallis metus, ut imperdiet augue auctor nec. Duis at velit id augue lobortis porta. Sed varius, enim accumsan aliquam tincidunt, tortor urna vulputate quam, eget finibus urna est in augue.

Nenhum comentário: