Pages

Asilo


Asilo


O mundo corre rápido lá fora. Com a velocidade de que minhas pernas não aguentam mais. O mundo girou, o tempo passou. E não foi devagar quanto eu imaginava. Em um piscar de olhos tudo se foi. E eu aqui. Olhando da varanda as nuvens desfilarem, em plena tarde ensolarada de Domingo. Minha mão tremula tenta pegar a xícara de café. Meus olhos cansados já não entendem os borrões dos jornais. Ou seriam palavras? Não sei. Borrões, quase tudo. Talvez um desses tenha encobrindo minha alma. Talvez um desses marcou de uma vez por todas meu coração. E eu aqui. Sentado na varanda.
A musica soa baixinho. E os cantos dos passarinhos já não ouço mais. Não entendo o que fizeram com minha vitrola. Nem com os discos dos Stones. Eram meus velhos companheiros de noites frias e chuvosas. Hoje minha companheira é uma cadeira. De rodas...
Não é fácil depender dos estranhos. Não é fácil perder os próximos. Nem ser abandonado por eles. Não é fácil apodrecer em meio aos outros. E perder as asas, sem ter como voar. Perder o encanto pela vida. Viver...
Mas dentre tantos sentimentos que vão e vem. Alguns permanecem guardados nesse pote velho, outros ganham asas e saem voando pelo mundo. Alguns permanecem vivos mesmo diante da morte. É a gratidão, de quem recebeu de mim o meu melhor. É a minha gratidão, pelos que me abraçaram em tempos difíceis. É o amor, que em sua forma mais plena nos transborda. E sem querer nada em troca nos domina, nos escraviza. Diante da morte, nos faz ver que mesmo sem ter nada, somos tudo. Mesmo sendo grãos de areia, temos o universo como telespectador de nossas miseráveis vidas. Então somo tudo e nada, nada e tudo. O que nos resta são nossas ações, então mesmo aqui sozinho, tenho certeza do bem que deixei no mundo. Mesmo sozinho, sei que o universo está ao meu lado.

Entre Cabelos e Barba

Phasellus facilisis convallis metus, ut imperdiet augue auctor nec. Duis at velit id augue lobortis porta. Sed varius, enim accumsan aliquam tincidunt, tortor urna vulputate quam, eget finibus urna est in augue.

Nenhum comentário: