Pages

Levo a vida devagar


Levo a vida devagar


Queria gritar. Dançar na chuva. Correr nu. Pular, jogar bola o dia inteiro. Queria uma vida devagar. Sem os problemas de rotina. Queria viajar o mês inteiro. Ouvir a perfeita melodia dos Floyds e a poesia de Caetano. Ver o Sol nascer. As estrelas cadentes. O dobrar das ondas. Sentir o vento em meu rosto. Brincar com os cachorros. Pisar na grama descalço. Balançar na rede com os pés para o alto. Pegar o sereno da noite. Sentir a relva que molha os campos. Queria o cantar dos pássaros me acordando pela manhã. Queria os seus braços me acolhendo. Seu cafuné para me fazer dormir. Queria o revirar dos cabelos. As unhadas, mordidas e tapas de paixão. Queria o desarrumar dos lençóis. E o molhar de nossos suores. Queria o beijo doce. O quente, ardente. O que estremece meus ossos. E me deixa carente por essa paixão.

Entre Cabelos e Barba

Phasellus facilisis convallis metus, ut imperdiet augue auctor nec. Duis at velit id augue lobortis porta. Sed varius, enim accumsan aliquam tincidunt, tortor urna vulputate quam, eget finibus urna est in augue.

Nenhum comentário: