Pages

Jeito torto


Jeito torto


Às vezes fico me perguntando: "-Por que sou tão diferente?" Digo no quesito vida mesmo. 

Eu vejo as pessoas por ai sendo felizes com tão pouco. Ou melhor, com coisas vazias. É, coisas vazias ficou melhor. Porque o tão pouco soa como se fosse um simples abraço de mãe, um carinho de amigo, ou sei lá, um eu te amo da pessoa desejada. 
As pessoas são felizes com coisas vazias, ou talvez elas nem sejam. Apenas disfarçam bem. 
Já tentei ser feliz com coisas vazias. Mas sinceramente não consegui. Não consegui ser feliz saindo na Sexta a noite. Gastar boa parte do meu salario, tentando ser alguém que eu não sou. Chegar no outro dia e ir para o trabalho com um sorriso no rosto. Dizendo que tudo que eu fingi ser na noite passada, foi legal. Mas não foi, e eu sei. Não consigo me enganar. Mas para me iludir mais um pouquinho. Faço as mesmas coisas no dias seguintes, nos finais de semana seguintes, nos meses e nos anos seguintes… Mas só depois de algum tempo percebo que aquilo não é para mim. Dai já se passaram anos, pessoas, lugares, oportunidades… 
Pois é, já tentei ser feliz como os outros. Mas esquece, prefiro ser feliz assim. Desse jeito torto, mas só meu. Que não precisa agradar ninguém para sentir-se contente. Apenas quer viver intensamente lugares, pessoas, sentimentos…

Entre Cabelos e Barba

Phasellus facilisis convallis metus, ut imperdiet augue auctor nec. Duis at velit id augue lobortis porta. Sed varius, enim accumsan aliquam tincidunt, tortor urna vulputate quam, eget finibus urna est in augue.

Nenhum comentário: