Pages

Encontros casuais


Encontros casuais


Surge algo fantasioso no ar. Era a esperança de alguns sorrisos.
A audácia se torna presente e de repente.
Tudo se torna possível. Era um dia quente de verão
Uma noite chata qualquer. Apresentados fomos ao acaso.
E o acaso. Nem tão acaso assim. Trouxe você à mim.
Contive-me em sorrisos, pois o pior castigo.
Seria seu desprezo. Mas você retribuiu.
E assim, meio que caiu o medo de ser feliz.
Ao lado verde da cidade underground, nos conhecemos.
Nas idas e vindas, de copos e olhares.
A atração foi mais forte que nós.
Emudecidos estávamos por alguns segundos, poucos instantes.
Até que a mágica se fez presente.
Depois disso não nos contínhamos mais.
Era hora de ir. Sair por ai.
Na verdade, tínhamos destino.
Pois o mesmo queria que aquele momento.
Ficasse eternizado em nossas mentes.
Foi estridente como um rojão.
O céu desaba sobre nós. Ali seria hora de estender os lençóis.
Mas queria o destino que não era hora nem lugar.
Mas no recanto de quatro rodas uma verdade exposta.
Não conseguíamos mais nos desgrudar.
Nem por um segundo, pois até mesmo sem ar.
O calor de uma paixão estava a se aclamar.

Entre Cabelos e Barba

Phasellus facilisis convallis metus, ut imperdiet augue auctor nec. Duis at velit id augue lobortis porta. Sed varius, enim accumsan aliquam tincidunt, tortor urna vulputate quam, eget finibus urna est in augue.

Nenhum comentário: