Pages

Banquet et fantasmes


Banquet et fantasmes



 Aqui em baixo todos somos anjos. Santos aos olhos de quem não pode enxergar, ou não quer. Talvez nossa maquiagem seja mais forte que a visão dos demais. Talvez a fantasia pareça real.
 Construímos um paraíso de espelhos convexos, aumentando a realidade que quase sempre nos engana. Mas os espelhos podem quebrar, fazendo com que a verdadeira face seja revelada. Em um mundo de espelhos e fantasias, somos quem geralmente não queremos ser. Somos a imagem endeusada produzida por uma sociedade. Que nos obriga a fazer e agir de modo que agrade a ela. Feliz é aquele que age por impulsos, por sua própria vontade.
 Volta e meia eu escrevo sobre felicidade. Talvez seja a forma de mostrar gratidão. Poucas pessoas são felizes pelo que tem. Já reclamei de tudo e de todos nessa vida. Mas o fato é que sempre colocamos nossa felicidade em um prato, que vamos degustar apenas no próximos banquetes. Às vezes esses banquetes nunca chegam. Ou às vezes eles vem. E percebemos que o prato pelo qual tanto esperávamos, não passa de um prato de futilidades. Servido a mesa da ignorância da luxuria.
 Espero que o seu banquete faça jus a sua espera. Que de tanto salivar deixou escorrer pela boca o momento da verdadeira degustação. Alguns mestres culinários famosos dizem que 50% do gosto são adquiridos pelo simples fato dos pratos serem vistosos. Será que estamos aproveitando esse momento de apreciação da vida? Aprecie, sinta, deguste. Esse é o seu momento! Poucos são gratos, poucos apreciam.
 Quantas vezes você se encantou com a luz da Lua? Quantas vezes você observou o voar das borboletas? Quantas vezes você sentiu o ritmo da musica? Parar às vezes vale mais que apenas correr. Pare um pouco, curta o ritmo. Ouça as batidas. Viva os compassos da vida!

Entre Cabelos e Barba

Phasellus facilisis convallis metus, ut imperdiet augue auctor nec. Duis at velit id augue lobortis porta. Sed varius, enim accumsan aliquam tincidunt, tortor urna vulputate quam, eget finibus urna est in augue.

Nenhum comentário: