Pages

Na estrada da vida


Na estrada da vida

Na estrada da vida o que não é rua, é “mato”. E os “matos” nós pisamos, arrancamos e envenenamos. Tudo para não atrapalhar nossa viajem. Certas ervas daninhas cismam em voltar, mas com o tempo aprendemos a lidar com essas daninhas invejosas da vida.
Alguns nascem com estradas largas para trilhar, outros nem tanto. Alguns nascem com vielas e becos. Mas como dizia Salústio: "Todo homem é o arquiteto de seu próprio destino."
Alguns abrem caminho pela cidade, vão se perdendo em sua vastidão. Outros transformam suas apertadas vielas em enormes avenidas, com direito a calçada da fama e passarelas. Não dessas simples, dessas que eles podem desfilar sua exuberância de poderes e conquistas.
A variável do destino é muito grande, caminhos largos podem se estreitar de repente, e vice versa. Mas o fato é que todos esses caminhos levam a um só objetivo, a felicidade. E não importa se você trafega por vielas ou avenidas, desde que você viva a sua vida. Sem que haja desvios ou interrupções causados por pessoas com um só objetivo, de te atrapalhar. Sem que haja medo de correr ou de andar. Desde que você escolha o jeito certo de caminhar e de encontrar a felicidade. A felicidade nem sempre está no fim da jornada, basta você saber encontrar ela nas pequenas coisas que aparecem durante o caminho...

Entre Cabelos e Barba

Phasellus facilisis convallis metus, ut imperdiet augue auctor nec. Duis at velit id augue lobortis porta. Sed varius, enim accumsan aliquam tincidunt, tortor urna vulputate quam, eget finibus urna est in augue.

Nenhum comentário: