Pages

Talvez...



Talvez...

Às vezes é difícil viver. Ou vai-me dizer que é fácil? Talvez seja. Desde que você não tenha nada na cabeça. Seus pensamentos sejam vazios e levianos...
Mas a felicidade não é algo fácil de ser compreendida. As vezes passamos a vida toda a correr atras dela, e mesmo assim não a entendemos. As vezes estão em pequenos detalhes. Talvez seja melhor ter pensamentos vazios e levianos, talvez...
Como não se importar, como não ligar para todos os problemas vividos? Apenas os sábios e os mais idiotas conseguem isso. Nós meros mortais estamos na ponta do abismo. Você não sabe se pula ou se continua ali. Vivendo em uma pequena parte de suas emoções. Talvez a queda não seja tão ruim assim, ou talvez ela te mate. Mas talvez a morte não seja tão ruim assim. Pode ser apenas o começo de uma grande confusão, ou não.
O fato é que muitas pessoas estão mortas, mas não estou dizendo no literal. Estou dizendo que estão mortas por dentro. Viver um vazio sem grandes expectativas talvez seja a morte. Morrer significa não existir, e muitos já não existem, mesmo vivendo.
Vidas vazias, sonhos adiados ou simplesmente esquecidos. Talvez o dinheiro seja mais importante, talvez o status, a fama... Ou simplesmente um sorriso. Naquelas horas que você não queria mais que passassem. Naquelas horas que você deseja que fossem eternas. Talvez seja eterno. Lá dentro de suas memórias, lá dentro de seu coração...

Entre Cabelos e Barba

Phasellus facilisis convallis metus, ut imperdiet augue auctor nec. Duis at velit id augue lobortis porta. Sed varius, enim accumsan aliquam tincidunt, tortor urna vulputate quam, eget finibus urna est in augue.

Nenhum comentário: