Pages

O "normal" irrita.


O "normal" irrita.

Ser "normal" é estar dentro dos padrões, seguir as regras. Mas quem definiu os padrões? Muito provavelmente isso é fruto do senso comum. O que a maioria das pessoas fazem, dizem, pensam, se transforma no padrão, no normal. E se fugir disso, é taxado de louco. Está fora dos padrões da sociedade, excluído do “grupinho”.
O que mais me deixa encabulado é o fato das pessoas muitas vezes sacrificarem suas felicidades, para agirem conforme as regras. Porque para elas mais vale a opinião dos outros que seu próprio contentamento. E talvez seja por isso, que vimos todos os dias pessoas se queixando. Reclamando de suas pobres vidinhas.
As pessoas não gostam do que foge a regra. Não gostam pelo simples fato de verem as pessoas fora dos padrões, como pessoas que encontraram a verdadeira felicidade. Sem se importar com os demais. E isso irrita, irrita muito! Digamos que as pessoas estão realizando o que você sempre quis ser, sempre quis fazer...
Um dos grandes problemas em tudo isso se chama os “outros”. Ou vai dizer que você nunca pronunciou essa frase: “Mas o que os outros vão dizer?”. Como se isso realmente importasse. Seja você mesmo, faça o que te deixa feliz e pare de pensar nos “outros”!

Entre Cabelos e Barba

Phasellus facilisis convallis metus, ut imperdiet augue auctor nec. Duis at velit id augue lobortis porta. Sed varius, enim accumsan aliquam tincidunt, tortor urna vulputate quam, eget finibus urna est in augue.

Um comentário:

Dayh disse...

Seja você, mesmo que seja estranho, seja você mesmo que seja bizarro - Pitty

Sem mais.